Prémio Nacional da Animação 2017

null

27 de Outubro | Grande Auditório da Universidade Lusófona
ENTREGA DO PRÉMIO NACIONAL DA ANIMAÇÃO

PRÉMIO ESCOLAS
Júri: Sofia Cavalheiro, Alice Guimarães, Sílvia Namorado
A Viagem (3’41, 2017) de João Monteiro, Luís Vital e Ricardo Livramento

PRÉMIO OFICINAS
Júri: Sofia Cavalheiro, Alice Guimarães, Sílvia Namorado
Aves Raras (2’33, 2017) Coletivo VOC B3 da E.B. Lousada Este – Caíde de Rei, orientado por Abi Feijó

PRÉMIO PROFISSIONAIS
Júri: Santi Riscos, Fernando Galrito
A Sonolenta (10’20, 2017) de Marta Monteiro

PRÉMIO DO PÚBLICO
(a ser atribuído no final da contagem de votos a nível nacional)
_______________

SHORT-LIST de filmes selecionados para o Prémio Nacional da Animação 2017

CATEGORIA ESTUDANTES
A Viagem (3’41, 2017) de João Monteiro, Luís Vital e Ricardo Livramento
Paper Flower (00’57, 2017) de Ana Margarida Roxo Neves
Sidi Mansour (04’28, 2017) de Hela Ammar
Ornatos Violeta (05’21, 2016) de Matilde Camacho
Mimésis (04’15, 2017) de Joana Freitas Flauzino, Leonor Filipa Cortesão Soares e Renilson Samuel Santos Renner
O Glutão e o Zé (00’56, 2016) de João Pedro Serrano

CATEGORIA OFICINAS
A rena Bela (08’39, 2016) realizado por crianças das oficinas da ANILUPA da Associação de Ludotecas do Porto, turma 2º B da Escola EB do Covelo
Castro de Ovil (6’21, 2017) realizado por alunos do 4ºA da Escola Básica de Paramos, orientados por Paulo Oliveira Fernandes
Hino Nacional (3’00, 2017) realizado por alunos do 12º ano, sob a orientação de Paulo D’Alva
Uma Manhã na Feira (2’30, 2017) realizado por alunos da escola superior e 12º ano, sob a orientação de Laura Gonçalves e Xá
A Lua está nas Estrelas (3’24, 2017) realizado por crianças da Casa dos Cucos, de Elvas, orientadas por Joana Nogueira e Patrícia Rodrigues
Aves Raras (2’33, 2017) Coletivo VOC B3 da E.B. Lousada Este – Caíde de Rei, orientado por Abi Feijó

CATEGORIA PROFISSIONAIS
É Preciso que eu Diminua (5’00, 2016) de Pedro Serrazina
Tocadora (7’52, 2017) de Joana Imaginário
Água Mole (9’15, 2017) de Laura Gonçalves e Xá
A Gruta de Darwin (13’03, 2017) de Joana Toste
Surpresa (8’40, 2017) de Paulo Patrício
A Sonolenta (10’20, 2017) de Marta Monteiro

JURI DE SELEÇÃO PRÉMIO NACIONAL DA ANIMAÇÃO 2017

Regina Machado
Licenciou-se em Ciências da Comunicação e da Cultura, na Universidade Lusófona do Porto em 2012, e concluíu a Pós-graduação em Estudos Artísticos na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto em 2013. Desde 2010 tem produzido projectos artísticos no ambito do cinema e das artes, destacando-se “A Santa Joana dos Matadouros” (2014), “MULTIPLEX 2014 – ciclo de cinema, arte e ensaio” (2014), exposição “SUB 40″ (2014). Entre 2010 e 2014 trabalhou com a Universidade Lusófona do Porto, no departamento de Marketing e Comunicação. Desde 2014 a 2017 trabalhou com a Casa da Animação, como responsável pelas actividades produzidas pela associação.

Paulo Barrosa
Iniciou sua actividade artística em 1973, no seio da secção cultural da Associação Académica de Espinho. Participou activamente no movimento associativo e nas campanhas de dinamização cultural após o 25 de Abril. Em 1976 foi responsável por uma equipa de alfabetização na região de Viana do Castelo. Pertenceu ao Coro Popular de Espinho até 1981, onde montou espectáculos e dirigiu o respectivo grupo instrumental; colaborou com o Teatro Popular de Espinho na interpretação de música para peças do seu repertório. No final dos anos 80 foi docente na Cooperativa de Ensino Superior Árvore I (actual Escola de Ensino Superior Artístico do Porto). Integrou júris de selecção e a Comissão Organizadora do Cinanima – Festival Internacional de Cinema de Animação, com funções nas áreas de selecção e programação. Neste contexto promoveu estreias de filmes em Portugal, montou programas específicos para outros festivais fora do país e organizou retrospectivas, entre as quais se destacam uma retrospectiva temática sobre a Grande Guerra e a primeira retrospectiva de cinema de animação da Bretanha. Projectou e realizou trabalhos de escrita, de encenação, de composição musical e de cenografia para companhias e grupos de teatro. Foi fundador da "Companhia da Bruma", para quem escreveu e dirigiu as canções reunidas no CD “Canções da Cidade Ocupada”. Expõe com regularidade a sua pintura de forma individual ou no seio dos colectivos artísticos que integra. Em 2014 publicou “Frédéric Back: o homem que plantava lendas”, um trabalho monográfico destinado a acompanhar a projecção da integral dos filmes de animação daquele realizador no nosso país (edição Société Radio-Canada / Cinanima). A sua peça de teatro “Auto da Nostalgia” foi recentemente publicada em livro.

Manuel Pinto Barros
Licenciado em Cine-Video pela Esc. Superior Artística do Porto (Esap), em 2008. Após a conclusão dos seus estudos, integrou diversos projectos como Director de Fotografia, passando por publicidades, curtas-metragens e videoclips. Na área da animação foi o Director de Fotografia de “Amélia & Duarte” de Alice Guimarães e Mónica Santos com produção da Ciclope Filmes e também de “Entre Sombras” das mesmas realizadoras, que se encontra em processo de pós-produção, com produção da Animais. Recentemente finalizou a rodagem de “Ride” novo filme de Paul Bush com produção da Ciclope Filmes.

[+]

PRÉMIO NACIONAL DA ANIMAÇÃO 2016

29 de Outubro | Auditório Municipal de Barcelos
ENTREGA DO PRÉMIO NACIONAL DA ANIMAÇÃO

PRÉMIO ESCOLAS
Júri: Rodrigo Francisco, Rita Sampaio e Nuno Amorim
PRONTO, ERA ASSIM, de Joana Nogueira e Patrícia Rodrigues

PRÉMIO OFICINAS
Júri: Rodrigo Francisco, Rita Sampaio e Nuno Amorim
DA JANELA DA MINHA ESCOLA, orientado por Tânia Duarte (Bichinho da Animação) e realizado pelo coletivo de crianças do 3º ano da escola EB1 de São Miguel do Rio Torto.

PRÉMIO PROFISSIONAIS
Júri: Barry Purves, Paula Tavares e Pedro Serrazina
ESTILHAÇOS, de José Miguel Ribeiro

O Prémio do Público foi atribuído ao documentário animado PRONTO, ERA ASSIM, de Joana Nogueira e Patrícia Rodrigues, uma curta metragem em stop-motion que apresenta a história de vida de seis idosos, quatro senhoras e um casal, que, sob forma de entrevistas, dão voz aos objectos que protagonizam o filme.

_______________

DIVULGAÇÃO DA SHORT-LIST DE FILMES SELECIONADOS PARA O PNA 2016:

CATEGORIA FILMES DE PROFISSIONAIS:

ESTILHAÇOS (18’, 2016), de José Miguel Ribeiro
CHATEAR-ME-IA MORRER TÃO JOVEEEEEM (16’17, 2016), de Filipe Abranches
FIM DE LINHA (14’, 2016), de PauloD’Alva e António Pinto
MACABRE (20′, 2015), de Jerónimo Rocha e João Miguel Real
A CASA OU A MÁQUINA DE HABITAR (12’2’, 2016), de Catarina Romano
CINEGIRASOL (5’21, 2016), de Bruno Caetano e Rui Telmo

CATEGORIA FILMES DE ESCOLA:

PATRIOSKA (9’16, 2016), de Tiago Araújo (Instituto Politécnico do Cávado e do Ave)
CHAMBI (06’04, 2016), de Gonçalo Encarnação, João Machado, Nuno Coelho, Yue Wang (Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias)
PRONTO, ERA ASSIM (12’58, 2015), de Joana Nogueira e Patrícia Rodrigues (Instituto Politécnico do Cávado e do Ave)
HEREAFTER (03’52, 2016), de Natália Azevedo de Andrade (University of Art and Design Budapest)
AMOR BARATA (08’05, 2016), de João Fortuna, Joana Marques (Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias)
SWEET BITE (05’10, 2016), de Miguel Bettencourt (Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa)

CATEGORIA FILMES DE OFICINAS:

PESADELO NO MONSTREIRO (5’38, 2016), alunos da turma VOC 3B de Artes e Animação de Caíde de Rei (Orientação: Abi Feijó, Isabel Fonseca e Manuel Jorge Carvalho
O MANUAL (03’04, 2016), alunos do 6º, 7º e 9º ano de Vila do Conde (Orientação: Jorge Ribeiro)
PARA A ILHA DO TESOURO (16’09, 2015), crianças e jovens do Bando dos Gambozinos (Orientação: Fernando Saraiva/CLIA-ANILUPA)
DA JANELA DA MINHA ESCOLA (03’46, 2016), coletivo de crianças do 3º ano da escola EB1 de São Miguel do Rio Torto (Orientação: Tânia Duarte/Bichinho de Animação)
LADRÕES DE SORRISOS (06’26, 2016), jovens da Casa da Criança de Vila do Conde (Orientação: Paulo D’Alva)
A ESCOLA DE OUTROS TEMPOS (15’16, 2015), turma do 4º ano da Escola Básica de Fernão Magalhães (Orientação: Fernando Saraiva/CLIA-ANILUPA)

MEMBROS DA COMISSÃO DE SELEÇÃO:

MÓNICA SANTOS
Mónica Santos estudou na Royal College of Art, Communication art & design, Londres, onde também foi bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian.
Versátil em ambas as visões teóricas e práticas sobre cinema, Mónica teve apresentações dos seus filmes em Portugal, Reino Unido, França e Itália, assim como, presentemente, encontra-se a fazer o doutoramento em estudos cinematográficos.
Além de trabalhar em imagem real e animada, realizou várias ilustrações para vários periódicos como o JN, DN, Jornal i, Expresso, Visão entre outros.
Completou o filme de animação “Amélia & Duarte” com Alice Guimarães que ganhou vários prémios entre os quais o de melhor primeira obra no Festival Animafest e prémio do público e prémio Canal + Espanha no Curtas de Vila do Conde. Atualmente, prepara-se para embarcar numa nova curta-metragem de pixilação intitulada “Entre sombras”.

NUNO LACERDA
Licenciado em Design Gráfico pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, concluiu o Mestrado em Design da Imagem pela Universidade do Porto, com tese em Brinquedos Ópticos.
Possui uma Pós-Graduação em Branding pelo IPAM e uma formação em Multimédia pela Universidade Portucalense. Estudou em Erasmus na Muthesius Kunsthochschule em Kiel, Alemanha.
Tem desenvolvido projectos nas áreas de Design, Multimédia ou Ilustração, em particular na área da Animação, com participação regular em concursos e festivais.
É sócio-fundador da Casa da Animação no Porto e professor nos cursos de Comunicação Audiovisual, Design e Animação, da Escola Artística Soares dos Reis.
Neste momento encontra-se a realizar o Doutoramento em Design na Universidade do Porto.

RICARDO BLANCO
Ricardo Blanco nasceu em Lisboa, em 1972. Depois de trabalhar em banda-desenhada, ilustração e design gráfico, começou a sua carreira em animação em 1997 através de um curso para animadores no estúdio Animanostra, onde trabalhou como animador em “Jardim da Celeste”, “Angelitos” e “Estrela de Gaspar”. Em 1999, depois de trabalhar como animador e director de animaçãoo no estúdio Magictoons, voltou à Animanostra onde realizou a série para crianças “As Aventuras de Móli” e “Eu Quero Ser”, entre 2001 e 2006.
Entre 2007 e 2009 trabalhou no estúdio GameInvest (como animador e lay-out artist) e no estúdio de animação Sardinha em Lata onde trabalhou como desenhador de storyboard na série de televisão “Ema e Gui”.
Em 2010 mudou-se para Vila Nova de Gaia para trabalhar na indústria da animação e videojogos no Bigmoon Entertainment Studios, como ilustrador, UI Designer, texture artist, cut scenes storyboard artist e concept artist em trabalhos como “Tic Tac Tales” (série televisiva), “D TEAM”, “North & South”, “Dead Outbreak” (RPG), “Demons Age” e “Syndrome”, ambos jogos para serem lançados em 2016.
Em 2012 trabalhou como lay-out artist/animador na curta-metragem “Poet Anderson, the Dreamwalker”. Desde 2012 que é membro da comissão de seleção do CINANIMA – Festival Internacional de Animação de Espinho.
Entre 2014 e 2016 fez parte do júri para os concursos anuais de cinema e multimédia do ICA (Instituto do Cinema e do Audiovisual).

Para qualquer esclarecimento contactar a equipa da Casa da Animação através dos números:

22 600 9293 | 96 872 0853 | 96 872 0854 | 96 8780 205

[+]

PRÉMIO NACIONAL DA ANIMAÇÃO 2015

Encontram-se abertas as inscrições para O PRÉMIO NACIONAL DA ANIMAÇÃO 2015, que avança para a sua terceira edição com uma novidade, a criação de uma nova categoria – FILMES DE OFICINA – que visa reconhecer uma área da animação que está em crescimento e demonstra que a animação é um veículo privilegiado para o desenvolvimento cultural e artístico dos jovens.

Em 2013, a Casa da Animação criou o PRÉMIO NACIONAL DA ANIMAÇÃO, como forma de homenagear e reconhecer o mérito e a grande qualidade artística dos autores da Animação Portuguesa.

Este ano os filmes poderão concorrer em três categorias: Filmes de Escola, Filmes de Profissionais e Filmes de Oficina e, ao serem nomeados, integrarão a programação da Festa Mundial da Animação 2015.

Todos os filmes nomeados concorrem simultaneamente ao PRÉMIO DO PÚBLICO, que é atribuído a nível nacional pelo público presente nas diferentes sessões competitivas promovidas pelos parceiros no país.

Consultar aqui REGULAMENTO

Inscreva-se aqui FICHA DE INSCRIÇÃO

Para qualquer esclarecimento contactar a equipa da Casa da Animação através dos números:

22 600 9293 | 96 872 0853 | 93 712 8905 | 96 872 0854

[+]

PRÉMIO NACIONAL DA ANIMAÇÃO 2014

No passado dia 01 de Novembro, pelas 19h30, no auditório municipal de Lousada, decorreu a cerimónia de Entrega do Prémio Nacional da Animação, nas categorias Escolas e Profissionais.

A comissão de seleção dos filmes nomeados para o Prémio Nacional da Animação foi constituída por Alice Guimarães, Icaro e Nelson Zagalo.

Na CATEGORIA ESCOLAS, o júri, constituído por Manuel Halpern, Tânia Duarte e Jorge Ribeiro, atribuiu o Prémio ao filme OSMOSE, de David Ferreira, João Santos, Margarida Pereira, Pedro Bagina e Rui Silva.

Na CATEGORIA PROFISSIONAIS, o júri, constituído por Coke Riobóo, Possidónio Cachapa e Luís Miguel Oliveira, atribuiu o Prémio ao filme FULIGEM, de David Doutel e Vasco Sá.

PRÉMIO NACIONAL DA ANIMAÇÃO 2014

CATEGORIA ESCOLAS
Duração total: 33 minutos


AMPHY
2014, 8’29
Realização: Iuri Monteiro
Escola: Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Num deserto infinito, por entre a escassez de vida encontra-se uma população, que tem que renunciar aos seus pela possibilidade de viver mais um dia.


TELE-SOFIA
2014, 06’16
Realização: Ana Sofia Fernandes, Manuel Sá e Nuno Mendanha
Escola: Instituto Politécnica do Cávado e do Ave

Sofia, uma criança apaixonada pela velocidade, lança-se à aventura ao volante de um Fiat 127, transfigurando-se em Ayrton Senna. Porém, a realidade sobrepõe-se à ilusão, quando se percebe que Sofia estava apenas a brincar com um carrinho em miniatura.


THE SECRET LIGHT SOURCE
2014, 02’53
Realização: André Nunes, Sofia Bernardo e João Figueiras
Técnica(s): Animação 3D
Escola: ETIC – Escola de Tecnologias, Inovação e Criação)

Rotina de um velho faroleiro na busca de uma fonte de luz secreta para o seu farol.


PAPER LOVE
2013, 02’45
Realização: André Mota, Alexandra Couto, João Rodrigues, Soraia Pereira e Vítor Pinto
Escola: Universidade Lusófona do Porto

Um objeto inanimado é despertado pela chama da paixão ao encontrar o seu amor numa capa de revista. Movido pelo sentimento o boneco de papel vai ultrapassar uma série de peripécias até chegar à sua amada.


ATRAVÉS
2013, 04’02
Realização: Diogo Chaveiro
Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa

Através do tempo e da ação há algo que acontece.


OSMOSE
2014, 07’06
Realização: David Ferreira, João Santos, Margarida Pereira, Pedro Bagina e Rui Silva
Escola: Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Três personagens habitam num deserto, procurando diariamente sobreviver. Um dia encontram algo que mudará para sempre as suas vidas.

CATEGORIA PROFISSIONAIS
Duração total: 44’


20 DESENHOS E UM ABRAÇO
2014, 07′
Realização: José Miguel Ribeiro
Música: Eduardo Patriarca
Produção: Curtas Vila do Conde, Filmes da Praça
Técnica: Desenho sobre papel

Um peixe solta-se de uma sandes e com ele inicia-se uma viagem gráfica a partir de 20 desenhos de bolso de personagens que procuram o seu lugar de conforto.
Música: Joaquim Pavão


HOME DOG
2014, 01’21
Realização: Emanuel Barros
Produção: Emanuel Barros
Música: Emanuel Barros
Técnica: Animação 3D

O que acontece quando deixa o cão sozinho em casa?


ACREDITAVA NO NADA
2014, 03’51
Realização: Vanessa Namora Caeiro
Música: Guta Naki
Produção: Vanessa Namora Caeiro
Técnica:

Videoclip da música “Acreditava no nada” da banda musical Guta Naki.


O CANTO DOS QUATRO CAMINHOS
2014, 11’55
Realização: Nuno Amorim
Música: Eduardo Raon
Produção: Animais AVPL
Técnica: Desenho sobre papel, pintura digital

Há muito tempo, quando Tião era guarda de um campo de milho perdera, por culpa sua, a companhia de uma pega-rabuda por quem, inadvertidamente, se afeiçoara. Desde esse dia, em que o silêncio envolveu o campo, Tião procura reaver o canto perdido daquela ave.


FULIGEM
2014, 14′
Música: Rita Red Shoes, The Legendary Tigerman
Realização: David Doutel e Vasco Sá
Produção: Bando à Parte

É como fuligem que se deposita nas paredes da nossa cabeça. Não a vemos. Já faz parte. Depois de todo o tempo que ficou para trás uma pergunta persistiu: “Porque é que os comboios não paravam ali?”


FOI O FIO
2014, 5’16
Realização: Patrícia Figueiredo
Produção: Filmógrafo

Uma mulher novelo, uma velha mulher que passa os dias a olhar pela janela e uma vendedora de roupa caída dos estendais estão unidas por um fio. As três conduzem as ações de outras personagens e o inevitável destino de uma mulher com o marido às costas.

[+]